“Tecnologias do mal” – John GRAY

Tecnologias “pioram” ou “melhoram” o mundo? A boa e velha questão está de volta sob o olhar do filósofo John Gray. Com o clássico senso de humor britânico, Gray fala sobre aquela que seria a única ferramenta inerentemente boa e dá uma breve volta pela história recente, falando sobre as “promessas” não cumpridas pelas tecnologias… Continue lendo “Tecnologias do mal” – John GRAY

“Um estranho nos bastidores” – John GRAY

O santo padroeiro do humanismo é uma figura enigmática. Não temos como saber como era de fato Sócrates, já que a imagem que dele temos foi moldada por Platão. O fundador da filosofia ocidental pode ter sido um sofista que, em vez de aceitar que nada sabia, acreditava nada haver que valesse a pena saber;… Continue lendo “Um estranho nos bastidores” – John GRAY

“As ambiguidades da experiência moderna” – Franklin LEOPOLDO E SILVA

https://www.youtube.com/watch?v=I2wMQft9I9I A partir da visão hegeliana de modernidade, o professor discute como é possível pensar a arte e a poesia num mundo sem ideal. Neste cenário, a pergunta que parece se impor é: Como pensar a arte depois de Hegel?

“Prometeu desacorrentado – a responsabilidade pelos viventes vindouros na filosofia de Hans Jonas (1903 – 1993)” (Eduardo Carli de Moraes)

A CASA DE VIDRO

PROMETEU DESACORRENTADO

A responsabilidade pelos viventes vindouros na filosofia de Hans Jonas (1903 – 1993). Comentários sobre “O Princípio Responsabilidade – Ensaio de uma Ética para a Civilização Tecnológica” [Wikipedia]

por Eduardo Carli de Moraes / A Casa de Vidro.com

Conta a lenda que Prometeu, após ter roubado o fogo do Olimpo para presenteá-lo aos mortais, foi punido por um Zeus furibundo e vingativo. Os suplícios que Zeus aplica a seus desafetos são um manual prático de crueldade e sadismo – que o digam Sísifo, Tântalo, Íxion e as Danaides – e com Prometeu, o ladrão do fogo, a fúria divina também se manifesta em todo o esplendor de sua violência. O titã transgressor é acorrentado por Hefesto a uma rocha, para em seguida ser submetido a uma tortura infinda: uma águia almoça todos os dias o seu fígado, em carne viva, e a cada novo dia o fígado…

Ver o post original 5.928 mais palavras

“Cachorros de palha: 10 anos” – Uma entrevista com John Gray

Por Cássio Leite Vieira, Ciência Hoje, vol. 50, no. 298, novembro de 2012 [PDF] Cachorros de palha, livro que comemora 10 anos de lançamento, foi – e continuará sendo – polêmico. Seu autor, o filósofo político britânico John Gray, ex-catedrático de pensamento europeu na London School of Economics, foi – e continuará sendo – tachado… Continue lendo “Cachorros de palha: 10 anos” – Uma entrevista com John Gray

“Uma nova Idade Média” (Nikolai Berdiaev)

A DIVISÃO CLÁSSICA da história em antiga, medieval e moderna cairá breve em desuso; será excluída de nossos livros de estudos. A história contemporânea chega ao termo, e se inicia uma era desconhecida, à qual será preciso dar um nome. Saímos, na verdade, do quadro da história. É um fato, este, de que tivemos a… Continue lendo “Uma nova Idade Média” (Nikolai Berdiaev)

“Nós, os trogloditas” (E.M. Cioran)

OS VALORES não se acumulam: uma geração só produz algo novo pisoteando o que havia de único na geração precedente. Isto é ainda mais verdadeiro para a sucessão das épocas: o Renascimento não pôde “salvar” a profundidade, as quimeras, a espécie de selvageria da Idade Média; o Século das Luzes, por sua vez, só guardou… Continue lendo “Nós, os trogloditas” (E.M. Cioran)

O anti-Prometeu: Cioran, crítico do progresso e da civilização

Transformando-nos em frenéticos, o cristianismo nos preparava, apesar de si mesmo, a engendrar uma civilização da qual ele mesmo é a vítima: por acaso não criou em nós demasiadas necessidades, demasiadas exigências? Necessidades e exigências interiores a princípio, que se degradariam e se tornariam exteriores, assim como o fervor de que emanavam tantas orações suspendidas… Continue lendo O anti-Prometeu: Cioran, crítico do progresso e da civilização

“Emil Cioran e a critica ao pensamento utópico” (Daniel Artur Emidio Branco)

Bacharel e Licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual do Ceará(UECE), cursando especialização em História do Brasil pelo Instituto de Teologia Aplicada (INTA) e cursando Teologia na Faculdade de Teologia do Ceará (FATECE). E-mail: darturemidio-1@yahoo.com.br Texto publicado no site Consciencia.org RESUMO: A explanação do pensamento do filósofo Emil Cioran (1911-1995), apresentando a sua relevância para a… Continue lendo “Emil Cioran e a critica ao pensamento utópico” (Daniel Artur Emidio Branco)