“O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Uma das diferenças mais marcantes no pensamento de Cioran na passagem dos escritos romenos aos franceses, apĂłs a Segunda Guerra, Ă© a reação crĂ­tica, em nome da lucidez do espĂ­rito, Ă s ilusĂ”es das quais outrora fizera a apologia (ver O Livro das ilusĂ”es). "IlusĂŁo" se refere, antes de tudo, e fundamentalmente, Ă  ilusĂŁo de profundidade,… Continue lendo “O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Publicidade

“A cultura romena exerce sobre mim um enorme fascĂ­nio”: Gleiton Lentz em diĂĄlogo com Ciprian Vălcan

Observator Cultural, nr. 1096, 09/02/2022 Gleiton Lentz Ă© tradutor e editor-chefe da revista (n.t.) Nota do Tradutor. Doutor em Literatura (UFSC/UniversitĂ  degli Studi di Firenze) e pĂłs-doutor em Estudos da Tradução (PGET/UFSC), dedica-se Ă  tradução da poesia simbolista italiana e hispano-americana e ao estudo da origem das escritas antigas e suas literaturas, incluindo a maia… Continue lendo “A cultura romena exerce sobre mim um enorme fascĂ­nio”: Gleiton Lentz em diĂĄlogo com Ciprian Vălcan

“Pensamentos extraviados”, de Emil Cioran: aforismos inĂ©ditos de RAZNE

(n.t.) Revista LiterĂĄria em Tradução, ano IX, vol. 2, dezembro de 2019 O TEXTO: Seleção de “pensamentos extraviados” a partir de Razne (1945-46), um dos Ășltimos livros em romeno de Cioran, escrito pouco antes de adotar o francĂȘs como lĂ­ngua de expressĂŁo. A obra, que ficou perdida por mais de meio sĂ©culo, atĂ© ser publicada… Continue lendo “Pensamentos extraviados”, de Emil Cioran: aforismos inĂ©ditos de RAZNE

“Cioran, prophĂšte de l’isolement” (Cristina Hermeziu)

ActuaLittĂ© - Les Univers du Livre, 14 avril 2020 On ne s’ennuie pas avec Cioran, exquis compagnon de confinement. Lorsque, de surcroĂźt, le temps devient un surplus inespĂ©rĂ©, l’injonction d’embrasser le chez soi comme la seule frontiĂšre sociale admissible retentit hĂ©las comme un Ă©cho cioranien par excellence. Mais, jubilation paradoxale, on ne s’ennuie jamais avec… Continue lendo “Cioran, prophĂšte de l’isolement” (Cristina Hermeziu)

Ceticismo, Hamletismo, Diletantismo e Lucidez: o (des)pudor do “É”

https://www.youtube.com/watch?v=4pARcHxo5Aw Cioran faz o elogio do hamletismo e do diletantismo, atitudes percebidas positivamente como signos de sabedoria, de certa arte de viver. A conclusĂŁo da lucidez praticada e comunicada por Cioran, a partir de suas nuits blanches, Ă© o hamletismo e o diletantismo como sabedoria. "NĂŁo operamos no É", sentencia o filĂłsofo romeno.

Razne: “Que significa ser cĂ©tico? / Ce Ăźnseamnă a fi sceptic?” (Emil Cioran)

Que significa ser cĂ©tico? NĂŁo crer-te o centro do universo. Basta, porĂ©m, um momento de distração, um instante de fragilidade na consciĂȘncia, para que nos reinstalemos de imediato no mais antigo e vital dos erros. Todo homem -- em seus momentos de nĂŁo lucidez, o que equivale a dizer a quase totalidade da sucessĂŁo temporal… Continue lendo Razne: “Que significa ser cĂ©tico? / Ce Ăźnseamnă a fi sceptic?” (Emil Cioran)

Razne, um dos Ășltimos escritos romenos de Cioran, prefiguração de sua obra francesa

Razne, escrito entre 1945 e 1946, Ă© um dos Ășltimos escritos de Cioran ainda em romeno, jĂĄ vivendo hĂĄ anos na França. Foi traduzido ao francĂȘs como Divagations, em italiano como Divagazioni e em espanhol como ExtravĂ­os. Um texto importante pela posição que ocupa no conjunto da obra: livro de transição entre a escrita em… Continue lendo Razne, um dos Ășltimos escritos romenos de Cioran, prefiguração de sua obra francesa

Alguns aforismos de Razne: um dos Ășltimos escritos de Cioran em romeno

Li todos os livros da tristeza humana. E nĂŁo me convenceram Convenceu-me o sangue, nĂŁo obstante, sussurrando Ă s ideias o cansaço de seu prĂłprio calor. § A nostalgia Ă© a forma mais doce da alienação mental, de nossa tendĂȘncia a conceber outros mundos. § Estar no tempo, com menos proveito do que Deus antes da… Continue lendo Alguns aforismos de Razne: um dos Ășltimos escritos de Cioran em romeno

Emil Cioran, los libros rumanos presentados por Fernando Savater

Vídeo de la presentación de Emil Cioran y los libros rumanos publicados por Hermida Editores. Intervienen Fernando Savater, Christian Santacroce y Alejandro Roque Hermida. Modera Luminita Marcu en el marco de la Feria del Libro de Madrid del año 2018. https://www.youtube.com/watch?v=a9Q6O3JbaYI&t=1676s

“ExtravĂ­os” (Rafael Narbona)

EL CULTURAL, 04 de mayo, 2018 ExtravĂ­os, de Emil Cioran TraducciĂłn de Christian Santacroce. Hermida Editores. Madrid, 2018. 102 pĂĄginas, 15,90 € La desesperanza siempre es la tentaciĂłn mĂĄs fĂĄcil. El pesimismo disfruta de un incomprensible prestigio. E. M. Cioran (Rasinari, Rumania, 1911-ParĂ­s, 1995) es uno de sus profetas mĂĄs celebrados. Su pensamiento puede expresarse en unas pocas… Continue lendo “ExtravĂ­os” (Rafael Narbona)