“O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Uma das diferenças mais marcantes no pensamento de Cioran na passagem dos escritos romenos aos franceses, apĂłs a Segunda Guerra, Ă© a reação crĂ­tica, em nome da lucidez do espĂ­rito, Ă s ilusĂ”es das quais outrora fizera a apologia (ver O Livro das ilusĂ”es). "IlusĂŁo" se refere, antes de tudo, e fundamentalmente, Ă  ilusĂŁo de profundidade,… Continue lendo “O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Publicidade

O gosto das IlusĂ”es e o gosto da DĂ©cadence: Cioran e a lucidez da decepção – Rodrigo MENEZES

Segundo Giovanni Rotiroti, a desilusĂŁo de Cioran em relação Ă s suas crenças e esperanças utĂłpicas de outrora começam a despontar antes mesmo do BreviĂĄrio, em De la France, escrito ainda em romeno (Despre FranĆŁa), na Paris de inĂ­cio da dĂ©cada de 1940, ocupada pelas forças alemĂŁs. Muitas ideias do PrĂ©cis de dĂ©composition encontram-se enunciadas em… Continue lendo O gosto das IlusĂ”es e o gosto da DĂ©cadence: Cioran e a lucidez da decepção – Rodrigo MENEZES