“O Cristianismo Contra o Sagrado” – Slavoj ĆœIĆœEK

Embora a declaração “Se Deus nĂŁo existir, entĂŁo tudo Ă© permitido” seja comumente atribuĂ­da a Os irmĂŁos KaramĂĄzov, DostoiĂ©vski nunca a proferiu (o primeiro a atribuĂ­-la a ele foi Sartre, em O ser e o nada). No entanto, o prĂłprio fato de essa atribuição equivocada ter perdurado durante dĂ©cadas demonstra que, ainda que factualmente falsa,… Continue lendo “O Cristianismo Contra o Sagrado” – Slavoj ĆœIĆœEK

Publicidade

RenĂșncia: covardia ou heroĂ­smo moderno? (Emil Cioran)

Quando Buda fala de renĂșncia, Ă© como se nĂłs falĂĄssemos do amor. Renunciar com a naturalidade de uma flor que se fecha ao entardecer: esse Ă© o segredo de uma renĂșncia que nĂŁo poderemos realizar nunca, porque colocamos demasiada paixĂŁo nas negaçÔes. NĂŁo se tornam positivas todas as negaçÔes durante nossos momentos de tensĂŁo? Ao… Continue lendo RenĂșncia: covardia ou heroĂ­smo moderno? (Emil Cioran)

A Ă©tica do sacrĂ­ficio – CIORAN

Rebentar com todo o ardor apaixonado de nossa alma, vencer toda a resistĂȘncia e destruir todos os obstĂĄculos que existem no caminho de nossa grande loucura. Estar orgulhosos de nossa absurda e infinita coragem e partir em meio a essa embriaguez de orgulho e de ĂȘxtase para os Ășltimos cumes do ser, impulsionados pela sede… Continue lendo A Ă©tica do sacrĂ­ficio – CIORAN