“O subsolo da negação”: niilismo e antissemitismo em Dostoiévski – Michèle COHEN-HALIMI

Dostoievski põe em cena o escândalo de uma existência desprovida de fé religiosa. Em seu último romance, essa mise en scène se concentra na relação dos três irmãos Karamazov: ela segue as transformações de Ivan, o ateu, e de Aliocha, o crente. Como se o caminho traçado pelo romance devesse conduzir do ateísmo ao amor… Continue lendo “O subsolo da negação”: niilismo e antissemitismo em Dostoiévski – Michèle COHEN-HALIMI

“La lengua desterrada” (Norman Manea)

NEXOS, 27 noviembre, 2016 Norman Manea —galardonado con el Premio FIL de Literatura en Lenguas Romances— inauguró el Salón Literario de la Feria Internacional del Libro de Guadalajara. Publicamos el texto que leyó en la apertura. Traumática dislocación y desposesión, el exilio es una experiencia humana esencial. Los textos antiguos nos hablan siempre de esta… Continue lendo “La lengua desterrada” (Norman Manea)

“O pessimismo e a questão social em Philipp Mainländer” (Flamarion Caldeira Ramos)

CADERNOS DE FILOSOFIA ALEMÃ, nº 10, Jul-Dez 2007, p. 35 - 50. RESUMO: Trata-se apenas, neste artigo, de apresentar em suas linhas gerais o pensamento de Philipp Mainländer (1841-1876), filósofo hoje completamente esquecido, mas que já teve leitores como Nietzsche, Borges e Cioran, e que a história da filosofia reconhece apenas como defensor e praticante do… Continue lendo “O pessimismo e a questão social em Philipp Mainländer” (Flamarion Caldeira Ramos)