“Por uma suspensão teológico-política do ético” – Slavoj ŽIŽEK

Se no passado fingimos publicamente acreditar enquanto permanecíamos céticos na vida privada, ou ainda envolvidos na troça obscena de nossas crenças públicas, hoje tendemos publicamente a professar nossa atitude cética, hedonista e relaxada, enquanto na vida privada continuamos acossados pelas crenças e proibições severas. Nisso consiste, para Jacques Lacan, a consequência paradoxal da experiência de… Continue lendo “Por uma suspensão teológico-política do ético” – Slavoj ŽIŽEK