“O subsolo da negação”: niilismo e antissemitismo em Dostoiévski – Michèle COHEN-HALIMI

Dostoievski põe em cena o escândalo de uma existência desprovida de fé religiosa. Em seu último romance, essa mise en scène se concentra na relação dos três irmãos Karamazov: ela segue as transformações de Ivan, o ateu, e de Aliocha, o crente. Como se o caminho traçado pelo romance devesse conduzir do ateísmo ao amor… Continue lendo “O subsolo da negação”: niilismo e antissemitismo em Dostoiévski – Michèle COHEN-HALIMI

“Ivã Karamazov devolve a entrada” – John GRAY

Um contemporâneo russo de Dostoievski, o crítico e reformista social Nikolai Mikhailovsky, referiu-se ao escritor como "um talento cruel". Ele tinha em mente, para começo de conversa, o tormento psicológico a que narrador da novela Notas do subterrâneo (1863) submete Liza, urna prostitui de quem se aproxima. Escreve Mikhailovsky: Não há motivos para sua maldade… Continue lendo “Ivã Karamazov devolve a entrada” – John GRAY