“Alphaville – Do Lado de Dentro do Muro” (2009) – Luiza CAMPOS

Também a economia da salvação segue a lógica da acumulação. Para os calvinistas, só o sucesso econômico gera a certitudo salutis, a pertença ao grupo dos escolhidos, que os livra da danação eterna.BYUNG-CHUL HAN, Topologia da Violência Alphaville é um recorte do estilo de vida do lado de dentro do muro. O retrato de um Brasil cercado,… Continue lendo “Alphaville – Do Lado de Dentro do Muro” (2009) – Luiza CAMPOS

“O filósofo e o marqueteiro: o ‘melhor dos mundos possíveis’ como conto do vigário publicitário” – Rodrigo MENEZES

Byung-Chul Han é um filósofo contemporâneo conhecido por sua crítica à assim-chamada “ditadura da positividade”, o que, numa sociedade da positividade, não pode soar senão como um terrível paradoxo: a positividade nunca constitui "ditadura", só a negatividade. É preciso entender o conceito de positividade trabalhado por Han em toda a sua amplitude: do conforto material… Continue lendo “O filósofo e o marqueteiro: o ‘melhor dos mundos possíveis’ como conto do vigário publicitário” – Rodrigo MENEZES

“Carl Schmitt e a política da violência: amigo e inimigo” – Byung-Chul HAN

Segundo Carl Schmitt, a essência da política é a distinção entre amigo e inimigo. O pensar político e o instinto político nada mais significam do que a “capacidade de distinguir entre amigo e inimigo”. “Amigo/inimigo” não é um código binário usual que diferencia o sistema político de outros sistemas, pois o político não é um… Continue lendo “Carl Schmitt e a política da violência: amigo e inimigo” – Byung-Chul HAN