« Paléontologie », de Le Mauvais Démiurge (1969): leitura comentada – Rodrigo Menezes

Live tertúlia no YouTube sobre um importantíssimo ensaio deste livro ainda inédito em língua portuguesa, Le mauvais démiurge (1969). Data: 27/11/2021Horário: 19h00 (BRA) O Caderno de Talamanca, escrito em 1966 durante uma temporada de férias na Espanha, antecipa algumas das ideias de Le mauvais démiurge e, particularmente, de "Paleontologia": "Redenção: pelo conhecimento, pela ultrapassagem do… Continue lendo « Paléontologie », de Le Mauvais Démiurge (1969): leitura comentada – Rodrigo Menezes

Idiotismo – Byung-Chul HAN

Em seu curso de 1980 sobre Espinosa, Deleuze observa o seguinte: Literalmente, eu diria que se fazem de idiotas. Fazer-se de idiota. Fazer-se de idiota será sempre uma função da filosofia.[1] Desde o início, a filosofia está intimamente ligada ao idiotismo. Todo filósofo que produz um novo idioma, uma nova linguagem, um novo pensamento, terá… Continue lendo Idiotismo – Byung-Chul HAN

“Cioran no desastre” – Efrén Sánchez Ranulfo

Resumo: Trata-se de uma leitura de Cioran em torno do confinamento provocado pela atual pandemia. Refletirei sobre a pergunta: por que é reconfortante ler Cioran em meio ao desastre?Palavras-chave: Confinamento, lucidez, homem, natureza, pandemia. Abstract: In this meeting I will make a reading of Cioran about the confinement that has caused the current pandemic. I… Continue lendo “Cioran no desastre” – Efrén Sánchez Ranulfo

“A atração pelo vazio” – Clément ROSSET

Cioran escreve isto, em Aveux et Anathèmes: “Mal perdemos um defeito e outro apressa-se em substituí-lo. Nosso equilíbrio existe a esse preço.” Quanto a mim, acrescentaria que seria preciso dizer o mesmo de toda tolice, de toda loucura, de toda paixão: nenhuma desaparece sem abrir caminho a outra que logo se apodera do lugar deixado… Continue lendo “A atração pelo vazio” – Clément ROSSET

Ilusão como Doença no Tao Te Ching; Cioran e a Antropologia do Animal Enfermo

Quem conhece a sua ignorância revela a mais alta sapiência.Quem ignora a sua ignorância vive na mais profunda ilusão.Não conhecer e pensar que conhece é tal qual uma doença.Não sucumbe à ilusão quem conhece a ilusão como ilusão.Quando consideramos o mal como mal, dele nos preservamos.O sábio conhece o seu não-saber;Essa consciência do não saber… Continue lendo Ilusão como Doença no Tao Te Ching; Cioran e a Antropologia do Animal Enfermo

A libertação necessária e (im)possível: a tragédia humana tem redenção, segundo Cioran?

"Ceder, em meio aos nossos males, à tentação de crer que não nos terão servido para nada, que sem eles estaríamos infinitamente mais avançados, é esquecer o duplo aspecto da doença: aniquilação e revelação; ela só nos arranca às nossas aparências para melhor nos abrir à nossa realidade última, e às vezes ao invisível." CIORAN,… Continue lendo A libertação necessária e (im)possível: a tragédia humana tem redenção, segundo Cioran?

“O Nada Existe? Uma Breve História do Vazio” (Marcelo Gleiser)

https://www.youtube.com/watch?v=CCGT4NzClWo SPOILER: talvez exista! E não só isso! Podemos falar de quatro "vazios": o metafísico (nada absoluto), o físico (o vácuo), o cosmológico (o que preenche o cosmo) e o existencial (a ausência de sentido na vida). Vamos explorar cada um desses conceitos nesse vídeo. Só cuidado para não ter uma crise existencial!

“Dogma, Dúvida & outras paixões ‘demasiado humanas’: Skandalon-Cioran”

https://www.youtube.com/watch?v=GVAi6kskBeg&t=2007s Cioran angariou bons amigos e boas amigas, leitores e leitoras mais ou menos distantes, e igualmente dedicados, com os quais manteve uma robusta correspondência epistolar. Mas também angariou muitos desafetos, difamadores, detratores e críticos empedernidos, inclusive no Brasil (vide Augusto Frederico Schmidt). O autor romeno de expressão francesa, espírito idiossincrático e excêntrico, é capaz… Continue lendo “Dogma, Dúvida & outras paixões ‘demasiado humanas’: Skandalon-Cioran”

“Um pensamento religioso heterodoxo: Cioran gnóstico”

https://www.youtube.com/watch?v=bUJ1cNVCmu8 "Ninguém pode tornar claro em que consiste a qualidade ou o valor de um sentimento a quem nunca o tenha experimentado. É preciso ter ouvidos musicais para saber o valor de uma sinfonia; é preciso ter estado apaixonado para entender o estado de espírito de um amante. Na faltado coração ou do ouvido, não… Continue lendo “Um pensamento religioso heterodoxo: Cioran gnóstico”

Aforismos & textos comentados: “Obsessão do Essencial”

  Todos os itinerários para fora do mundo reconduzem de volta a ele: o centrífugo é centrípeto. O tema desta primeira vídeo-análise de aforismos & textos de Cioran é "Obsessão do Essencial", um texto-chave importantíssimo no conjunto do Breviário de decomposição, livro de estreia em francês do autor de origem romena, pois uma chave de… Continue lendo Aforismos & textos comentados: “Obsessão do Essencial”