Sepultador de Ilusões: Osmair Cândido em Conversações Filosóficas

Assim que entramos num cemitério, um sentimento de completa irrisão afasta qualquer preocupação metafísica. Os que procuram «mistério» em todo o lado não vão necessariamente até ao fundo das coisas. O mais frequente é o «mistério», tal como o «absoluto», corresponder apenas a um tique do espírito. É uma palavra a que só devíamos recorrer… Continue lendo Sepultador de Ilusões: Osmair Cândido em Conversações Filosóficas

“Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (2/3)

“Constantin Noica identifica em certas palavras romenas a história de nosso povo mesmo, como por exemplo o fenômeno da transumância. A tentativa de traduzi-las equivaleria a desenraizá-las, aniquilando assim o seu potencial ancestral de motivar a língua, o modo de ser de um povo, seu sentimento profundo. As palavras têm o mesmo destino que os… Continue lendo “Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o DicÅ£ionar de Termeni Cioranieni (2/3)

“Não resistência à noite” (E.M. Cioran)

No começo, acreditamos avançar para a luz; depois, fatigados por uma marcha sem fim, deixamo-nos deslizar: a terra, cada vez menos firme, não nos suporta mais: abre-se. Em vão buscaríamos perseguir um trajeto para um fim ensolarado, as trevas se dilatam ao redor e dentro de nós. Nenhuma luz para iluminar-nos em nosso deslizamento: o… Continue lendo “Não resistência à noite” (E.M. Cioran)

“Poema de Natal” – Vinícius de MORAES

https://www.youtube.com/watch?v=5hF4UvdD9LE&t=3s Para isso fomos feitosPara lembrar e ser lembradosPara chorar e fazer chorarPara enterrar os nossos mortosPor isso temos braços longos para os adeusesMãos para colher o que foi dadoDedos para cavar a terra Assim será a nossa vidaUma tarde sempre a esquecerUma estrela a se apagar na trevaUm caminho entre dois túmulosPor isso precisamos… Continue lendo “Poema de Natal” – Vinícius de MORAES

Refutações Paradoxais do Suicídio – CIORAN

"Por que eu não me suicido? Porque a morte me enoja tanto quanto a vida."  (Nos cumes do desespero) Se o sofrimento não fosse um instrumento de conhecimento, o suicídio seria obrigatório. E a vida mesma -- com sua dolorosa inutilidade, sua obscura bestialidade, que nos arrasta aos erros para nos pendurar, de vez em… Continue lendo Refutações Paradoxais do Suicídio – CIORAN

“Coalizão contra a morte” — Breviário de Decomposição 7.0 🇧🇷

COMO IMAGINAR a vida dos outros, quando a sua própria mal parece concebível? Encontramos alguém, vemo-lo mergulhado em um mundo impenetrável e injustificável, em uma porção de convicções e desejos que se superpõem à realidade como um edifício mórbido. Tendo forjado para si um sistema de erros, sofre por motivos cuja nulidade aterroriza o espírito […]… Continue lendo “Coalizão contra a morte” — Breviário de Decomposição 7.0 ðŸ‡§ðŸ‡·

“O pensamento da morte” (Nietzsche)

EM MIM me produz uma melancólica felicidade viver nessa profusão de vielas, de necessidades, de vozes: quanta fruição, quanta impaciência e cobiça, quanta sede e embriaguez de vida não se manifestam aí a cada instante! Mas logo haverá tanto silêncio para todos esses viventes ruidosos e sequiosos de vida! Como atrás de cada um está… Continue lendo “O pensamento da morte” (Nietzsche)

Elogio do Imperfeito e as insuficiências da Perfeição (Emil Cioran)

Só se pode amar a imperfeição. Tudo o que participa da perfeição ou nos a inspira, paralisa nosso afeto. Os homens aspiram sem dúvida a uma força infinita, mas de modo nenhum à perfeição. Só na imperfeição existem o ódio, o sofrimento ou o amor, e só graças à imperfeição existe o indivíduo. Os homens… Continue lendo Elogio do Imperfeito e as insuficiências da Perfeição (Emil Cioran)

Cioran e a Ética do Sacríficio

Rebentar com todo o ardor apaixonado de nossa alma, vencer toda a resistência e destruir todos os obstáculos que existem no caminho de nossa grande loucura. Estar orgulhosos de nossa absurda e infinita coragem e partir em meio a essa embriaguez de orgulho e de êxtase para os últimos cumes do ser, impulsionados pela sede… Continue lendo Cioran e a Ética do Sacríficio