“As duas verdades” (E.M. Cioran)

"É hora de encerramento nos jardins do Ocidente." CYRIL CONNOLLY SEGUNDO UMA LENDA de inspiração gnóstica, travou-se no céu uma luta entre os anjos, em que os partidários de Miguel derrotaram os do Dragão. Os anjos que, irresolutos, contentaram-se em observar, foram condenados aqui abaixo afim de fazerem a escolha à qual não se puderam… Continue lendo “As duas verdades” (E.M. Cioran)

The Book of Life: E. M. Cioran

From The Book of Life website Towards the end of the twentieth century, a celebrated Romanian-French philosopher and aphorist was invited to speak in Zurich. He was introduced with rhetorical pomp and flattering comparisons to the likes of Kierkegaard and Schopenhauer. The speaker smiled, and immediately confounded his German interpreter by beginning his presentation with… Continue lendo The Book of Life: E. M. Cioran

“Notas sobre o nada: a propósito de niilismo em Cioran” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Sem Deus, tudo é nada; e Deus? Nada supremo. Silogismos da amargura Que lástima que o “nada” tenha sido desvalorizado pelo abuso de que foi objeto por parte de filósofos indignos dele! Écartèlement Paradoxos e controvérsias “Mesmo o bem é um mal”,[1] observou Cioran numa entrevista. O comentário, emblemático do seu pensamento metafísico, dá a conhecer… Continue lendo “Notas sobre o nada: a propósito de niilismo em Cioran” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Cioran e le virtù dell’indolenza” (Massimo Carloni)

Articolo pubblicato nel libro Cioran in Italia. Atti del Convegno (Roma, 10 novembre 2011). Aracne Editrice, 2012. Repubblicato con il permesso dell'autore. Maledizione del lavoro In principio era… l’ozio. La mitologia su questo punto concorda con la grammatica. L’otium precede il negotium, sia dal punto di vista temporale che etimologico, essendo il secondo una negazione o… Continue lendo “Cioran e le virtù dell’indolenza” (Massimo Carloni)