“Niilismo e história” – Albert CAMUS

Cento e cinquenta anos de revolta metafísica e de niilismo viram retornar com obstinação, sob diferentes disfarces, o mesmo rosto devastado, o do protesto humano. Todos, erguidos contra a condição humana e seu criador, afirmaram a solidão da criatura, o nada de qualquer moral. Mas, ao mesmo tempo, todos procuraram construir um reino puramente terrestre… Continue lendo “Niilismo e história” – Albert CAMUS

“«O Livro das Ilusões», de Cioran, lido por Mihail Sebastian: o estranho caso do «convalescente que aspira à doença»” – Rodrigo MENEZES

De suas primeiras obras, ainda mal conhecidas entre nós, sublinho O livro das ilusões (Cartea amăgirilor), a que daria o subtítulo de um de seus capítulos: Mozart e a melancolia dos anjos. Considero aquelas páginas uma fantasia para cordas, como se fosse o primo consanguíneo de A origem da tragédia, nas grandes linhas melódicas que unem e separam as… Continue lendo “«O Livro das Ilusões», de Cioran, lido por Mihail Sebastian: o estranho caso do «convalescente que aspira à doença»” – Rodrigo MENEZES

“O experimentalismo contra os idealismos nos escritos intermediários de Nietzsche” – Jelson Roberto de OLIVEIRA

Princípios, UFRN, v. 16, n. 26, jul/dez 2009, p. 149-166 Resumo: Pretende-se nesse artigo demonstrar como o chamado experimentalismo se apresenta, nas obras do segundo período da produção nietzscheana (1878-1882), enquanto estratégia de combate aos “idealismos” (cujo resultado foi um distanciamento daquilo que Nietzsche compreende como vida) presentes na filosofia metafísica. Além disso, intenta-se esclarecer… Continue lendo “O experimentalismo contra os idealismos nos escritos intermediários de Nietzsche” – Jelson Roberto de OLIVEIRA

“Da unidade à vacuidade e interdependência de todos os seres no pensamento hindu e budista” – Paulo BORGES

Religare, UFPB, v.13, n.2, dezembro de 2016, p.348-378. Resumo: O objectivo do presente artigo é mostrar o estatuto de todas as formas de vida no pensamento hindu e budista. Enquanto no pensamento hindu predomina a visão da procedência de todos os seres e coisas de uma unidade englobante, simultaneamente transcendente e imanente, no pensamento budista… Continue lendo “Da unidade à vacuidade e interdependência de todos os seres no pensamento hindu e budista” – Paulo BORGES

Fragmentos do Antropoceno | Instituto CPFL

Um ensaio audiovisual de ideias paste-up que procura compreender a falência da modernidade a partir de uma ideia que se tornou quase um mantra: é preciso crescer sempre, infinitamente, num mundo que não é infinito. Crescimento exponencial, lucro exponencial, a ideia de que qualquer futuro será brilhante e melhor são equívocos que, se não forem… Continue lendo Fragmentos do Antropoceno | Instituto CPFL

“A Crítica das Evidências da Razão na obra de Benjamin Fondane e Léon Chestov” – Gabriela BAL

Revista Brasileira De Filosofia Da Religião (UnB), 6(2), 2019, 94–108. Resumo: Benjamin Fondane (1898-1944), filósofo, poeta, dramaturgo, cineasta e crítico literário, judeu de origem romena, e seu mestre, Leon Chestov (1866-1938), filósofo de origem russa, judeu, ambos radicados em Paris, desenvolveram, a partir do diálogo estabelecido com a filosofia grega, a filosofia moderna, a literatura, a… Continue lendo “A Crítica das Evidências da Razão na obra de Benjamin Fondane e Léon Chestov” – Gabriela BAL

“Filosofia e religião: o “Não Matarás” em Emmanuel Lévinas – François-David SEBBAH

Módulo III: 22 de junho – Prof. François-David Sebbah (Université de Paris-Nanterre): Judaísmo; "Tu não matarás" é a abertura de um novo tempo, um porvir já presente que insere no Judaísmo um percurso. É sobre este percurso que iremos tratar. https://www.youtube.com/watch?v=eAib1AfetzM Este módulo será ministrado em francês com tradução em português. RELACIONADO:

“Degeneração como estrutura do discurso racista” – Fabio CIRACÌ (UNISALENTO)

Entartung: degeneração como estrutura do discurso racista por Fabio Ciracì https://www.youtube.com/watch?v=SxUxMaRqvF4 Existe hoje uma copiosa literatura histórica sobre o racismo, especialmente em inglês e francês, que é seguida por uma literatura cada vez maior em espanhol e português. Para falar de racismo é preciso antes de tudo entender o que ele é, como é possível… Continue lendo “Degeneração como estrutura do discurso racista” – Fabio CIRACÌ (UNISALENTO)

Manoel de Barros: Paixão pela palavra (2008)

Lançada em 2008 pelo Canal Futura no formato de série, Paixão pela Palavra - Manoel de Barros, a videobiografia de um dos maiores nomes da literatura brasileira, é agora apresentada como documentário pelos jornalistas Claudio Savaget e Enilton Rodrigues. No filme, o poeta conta, em dois tempos – 1992 e 2007 – histórias saborosas e… Continue lendo Manoel de Barros: Paixão pela palavra (2008)

“Suportaria ficar mais um pouquinho?” Pró-suplício: a psicopatia sádica do Brasil bolsonarista

Via de regra, quem se diz "pró-vida" é, em verdade, um sádico pró-suplício: obriga a nascer e proíbe de morrer, quer torturar e fazer sofrer O movimento "pró-vida" é essencialmente dogmático-religioso. Sua persistência histérica em nossos tempos é um vestígio do velho clericlarismo remanescente na política secular moderna. Durante quase dois milênios, a Igreja manteve… Continue lendo “Suportaria ficar mais um pouquinho?” Pró-suplício: a psicopatia sádica do Brasil bolsonarista