“La jumătate de drum” – Ciprian VĂLCAN

DILEMA VECHE, nr. 914, 14 – 20 octombrie 2021 Fără să mă fi gîndit pînă acum la asta, îmi dau seama că mulți dintre autorii mei favoriți au fost bărbați care și-au găsit sfîrșitul între 40 și 50 de ani. Kafka moare cu o lună înainte de a împlini 41 de ani. Kierkegaard moare la… Continue lendo “La jumătate de drum” – Ciprian VĂLCAN

“O testemunho como ensaio – o ensaio como testemunho: Jean Améry nos limites do intelecto” – Helmut Paul Erich Galle

Revista Remate de Males, Campinas-SP, v. 37, n. 2, pp. 639-669, jul./dez. 2017. O ensaio é, conforme definido no verbete de uma enciclopédia dos gêneros literários, “uma forma literária de prosa não ficcional de extensão delimitada na qual um tema de livre escolha é tratado em estilo aberto e com uma linguagem universalmente inteligível” (Schärf,… Continue lendo “O testemunho como ensaio – o ensaio como testemunho: Jean Améry nos limites do intelecto” – Helmut Paul Erich Galle

“O Canhão” – Léon Bloy

Enquanto escrevo, ouço o canhão. O vento traz seu ruído de muito longe. Embora bastante surdos, os tiros são distintos e digo para mim mesmo que, a cada um, é a morte de um grande número de homens que me é anunciada. É um turbilhão de almas, desoladas ou alegres, que passam a meu lado,… Continue lendo “O Canhão” – Léon Bloy

“A secura de Deleuze” – Clément ROSSET

Revista Trágica: estudos de filosofia da imanência, Rio de Janeiro, v. 12, nº 2, p. 150-152, 2019 Um leitor de Diferença e Repetição declarava durante a leitura: “Tenho a impressão de comer um biscoito em que falta manteiga. Ele é excelente, mas seco”. Impressão frequente de secura ao ler Deleuze, e que não enfraquece com… Continue lendo “A secura de Deleuze” – Clément ROSSET

“Habilidade de Sócrates” – E.M. Cioran

Se tivesse dado precisões acerca da natureza do seu demónio, teria estragado uma boa parte da sua glória. A prudência da sua precaução criou a seu respeito uma curiosidade que inclui antigos e modernos; permitiu, além disso, aos historiadores da filosofia insistirem num caso que se mostra inteiramente estranho às suas preocupações. Trata-se de um… Continue lendo “Habilidade de Sócrates” – E.M. Cioran

Rousseau & Olavo de Carvalho na Índia

Li em algum lugar que na Índia um Rousseau ou um Schopenhauer não seriam levados a sério, porque viveram em contradição com seus pensamentos. Nietzsche tampouco faria uma grande carreira na Índia. Mas, no Ocidente, seu triunfo se deve precisamente ao desacordo entre sua vida e seu pensamento. Por quê? Porque esse desacordo se presta… Continue lendo Rousseau & Olavo de Carvalho na Índia

“Observações iniciais sobre a importância da Ortodoxia” – G. K. CHESTERTON

NADA INDICA, de modo mais inusitado, o enorme e silencioso mal da sociedade moderna do que o estranho uso que é feito, em nossos dias, da palavra “ortodoxo”. No passado, o herege se orgulhava de não ser herege. Os reinos do mundo, a polícia e os juízes é que eram hereges. Ele era ortodoxo. Não… Continue lendo “Observações iniciais sobre a importância da Ortodoxia” – G. K. CHESTERTON

“On Bullshit: The essay that explains the era of Fake News” – Thomas COOMBES

MEDIUM, March 3, 2017 The essay offers useful perspective in an era where writing fake news has become a lucrative business (especially in Montenegro, apparently), where avoiding facts and embracing vague rhetoric is a recipe for success, and the editor of the Wall Street Journal says it is not his paper’s job to call a politician out for… Continue lendo “On Bullshit: The essay that explains the era of Fake News” – Thomas COOMBES

An Unheard-of Reflection On/Against The Image, by E.M. CIORAN

An enigmatic text, mostly unheard-of by even the most knowledgeable experts in the matter of Cioran, is among the selected writings that compose Contra la Historia [Against History], a collection of aphorisms and essays edited by Esther Seligson, with the purpose of diffusing Cioran's writings in the Spanish-speaking world when his books were just starting… Continue lendo An Unheard-of Reflection On/Against The Image, by E.M. CIORAN

Filosofia & Romance – Albert CAMUS

Todas essas vidas mantidas no ar avaro do absurdo não se sustentam sem algum pensamento profundo e constante que as impulsione com sua força. Só pode ser, aqui, um singular sentimento de fidelidade. Homens conscientes foram vistos cumprindo sua tarefa em meio às guerras mais estúpidas sem por isso se considerarem em contradição. Tratava-se de… Continue lendo Filosofia & Romance – Albert CAMUS