“Bailar el tango” – Ciprian VĂLCAN

Revista Humanitas, 152, junho de 2022, p. 44-52. Ao viajar à capital portenha, um filósofo romeno deseja ver de perto o espetáculo de dança e música que o encantava nos programas de TV da sua juventude. Ao vivo, a arte se mostrou atemporal, mas ainda um espelho da sociedade local Byron. Quando eu tinha 15-16… Continue lendo “Bailar el tango” – Ciprian VĂLCAN

“Babele și diavolul: aforisme împotriva somnambulismului istoriei” – Rodrigo MENEZES

ARCA - Revistă lunară de literatură, eseu, arte vizuale, muzică, 2/2022 Dacă fiecare ar fi „înțeles”, istoria ar fi încetat de multă vreme. Numai că sîntem cu desăvîrșire, sîntem biologic inapți "să înțelegem" . Și chiar dacă ar fi înțeles toți, în afară de unul, istoria s-ar perpetua, din pricina lui, din cauza încăpățînării lui. Din pricina unei… Continue lendo “Babele și diavolul: aforisme împotriva somnambulismului istoriei” – Rodrigo MENEZES

“O bigode de Nietzsche” – Ciprian VĂLCAN

Quem quiser explorar a história do bigode de Nietzsche terá à disposição inúmeras fontes interessantes, camufladas em várias fotografias (deixamos de fora da investigação os retratos pintados por Köselitz, Stoeving, Olde ou Munch, para não incomodar os nossos contemporâneos apressados). Nem sequer precisa consultar os diários dos contemporâneos de Friedrich, seguir as suas anotações, vasculhar… Continue lendo “O bigode de Nietzsche” – Ciprian VĂLCAN

“Cioran, una narración en treinta voces” – Dana PERCEC

Cioran, un aventurero inmóvil. Treinta entrevistas / Ciprian Vălcan. Pereira : Universidad Tecnológica de Pereira, 2018. 287 páginas. -- (Colección Textos de ensayo). El volumen de entrevistas dedicado a la vida y a la compleja personalidad de Emil Cioran es un libro diferente. En sus páginas, Ciprian Vălcan logra sorprender aspectos inéditos del pensador rumano-francés.… Continue lendo “Cioran, una narración en treinta voces” – Dana PERCEC

“Mário de Sá-Carneiro (1890-1916)”: homenagem de Fernando PESSOA

Quando Antero de Quental suicidou-se, em 11 de setembro de 1891, Mário de Sá-Carneiro tinha apenas um ano e cinco meses de idade, de modo que aquele gesto radical, considerado lendário no mundo literário português, não chegou a marcá-lo diretamente. Em compensação, quando o seu melhor amigo, Tomás Cabreira Júnior, com quem escrevera a peça… Continue lendo “Mário de Sá-Carneiro (1890-1916)”: homenagem de Fernando PESSOA

„Vă închipuiţi că filozofia a ajuns în ceasul în care-şi dă ultima suflare?“ – Ciprian Vălcan în dialog cu Alexis Philonenko

Dilema Veche, 19 mai, 2011. Apărut în Dilemateca, anul VI, nr. 60, mai 2011 Este unul dintre cei mai originali gînditori francezi contemporani, îmbinînd în mod strălucit o profundă cunoaştere a marii filozofii clasice cu abordări iconoclaste ale unor teme neobişnuite, precum istoria boxului, problema ucigaşilor în serie sau moartea lui Ludovic al XVI-lea. Istoric al… Continue lendo „Vă închipuiţi că filozofia a ajuns în ceasul în care-şi dă ultima suflare?“ – Ciprian Vălcan în dialog cu Alexis Philonenko

As Velhinhas e o Diabo, Serial Killers e Canibais: aforismos de Ciprian Vălcan

A história do homem contemporâneo será a história dos monstros que terá produzido. A partir do século XXII, não concederão mais o prêmio Nobel, mas o prêmio Breivik. O estágio final do capitalismo é o canibalismo. Todos os cineastas que encontrei falavam do grande talento para atuar dos prisioneiros. Seria necessário, provavelmente, um serial killer… Continue lendo As Velhinhas e o Diabo, Serial Killers e Canibais: aforismos de Ciprian Vălcan

“O homem que se apaixonou por um machado” – Ciprian VĂLCAN

International Writer's Journal, year 3, no. 1, January-March, 2022. ISSN (print): 2690-1846 ISSN (online): 2690-1854 "Um homem russo de 38 anos pediu a sua esposa que o atacasse com um machado dentro de casa. A proposta de casamento sem precedentes aconteceu no tribunal em que ocorreu o processo em torno do fato, noticiou The Moscow… Continue lendo “O homem que se apaixonou por um machado” – Ciprian VĂLCAN

“As Velhinhas e o Diabo: aforismos para tempos que ainda esperam pelo despertar da história” – Giovanni ROTIROTI

Prefácio de As velhinhas e o diabo [Babele și diavolul], de Ciprian Vălcan. Trad. de Rodrigo Menezes. São Paulo: Tesseractum, 2022. ISBN: 978-65-89867-30-2. “A etapa final do capitalismo é o canibalismo.” Num século – como o nosso – marcado pela derrocada das utopias emancipatórias e pela crescente imposição do sistema econômico e do imaginário capitalista,… Continue lendo “As Velhinhas e o Diabo: aforismos para tempos que ainda esperam pelo despertar da história” – Giovanni ROTIROTI

“Kafka e o universo do mascaramento: considerações sobre máscara e verdade” – Ciprian VĂLCAN

Revista Humanitas, nr. 149, março de 2022 Neste ensaio de Ciprian Vălcan recém-publicado na revista Humanitas (149), descobrimos que Cioran e Kafka têm muito em comum. Profundos psicólogos, como ademais Nietzsche, que não nutrem ilusões sobre o que há por detrás das máscaras que vestimos diariamente, tornando-se a nossa segunda pele (se não a primeira).… Continue lendo “Kafka e o universo do mascaramento: considerações sobre máscara e verdade” – Ciprian VĂLCAN