Alemanha celebra 200 anos da morte de Schiller | DW News

Deutsche Welle, 9 de maio de 2005 Chamado de "Shakespeare alemão" e grande amigo de Goethe, Friedrich Schiller teve sua obra usurpada pelos ideólogos nazistas. Bem antes disso, seus dramas e poemas haviam servido de inspiração para Dostoiévski e Freud. Talvez conseqüência do uso de seu nome pelos nazistas, os teatros alemães ocidentais do pós-guerra… Continue lendo Alemanha celebra 200 anos da morte de Schiller | DW News

“As velhinhas e o diabo: aforismos para tempos que esperam pelo despertar da história” – Rodrigo MENEZES

Revista Humanitas, 154, agosto de 2022 O que pareceria uma associação improvável, representada no título do novo livro de Ciprian Vălcan, revela-se, através dos aforismos do autor romeno, a metáfora de uma terrível “afinidade eletiva” Things are gonna slidein all directionsWon’t be nothing, nothingyou can measure anymoreAnd the blizzard of the worldhas crossed the thresholdand… Continue lendo “As velhinhas e o diabo: aforismos para tempos que esperam pelo despertar da história” – Rodrigo MENEZES

A ética da lei e a ética do cuidado – Željko LOPARIĆ | CPFL Cultura

O que é ser ético? Neste programa como a ética foi vista pela filosofia e pela psicanálise ao longo da história. A ética hoje, nossa responsabilidade e com a nossa vida e a vida do outro. https://www.youtube.com/watch?v=NDeE3NB3XBI Željko Loparić (Cvetković, 3 de dezembro de 1939) é um filósofo, historiador da filosofia e professor universitário croata… Continue lendo A ética da lei e a ética do cuidado – Željko LOPARIĆ | CPFL Cultura

“Da dignidade ontológica da literatura” – Jeann-Marie GAGNEBIN

Revista Rapsódia, (8), 2014, p. 51-67 O título bastante pomposo dessa conferência vem da hipótese que gostaria de desenvolver com vocês: na paisagem filosófica contemporânea, em particular no domínio pleno de relações tumultuosas entre filosofia e literatura, Paul Ricœur ocupa um lugar privilegiado. Sem curvar a filosofia sobre uma forma específica de literatura nem a… Continue lendo “Da dignidade ontológica da literatura” – Jeann-Marie GAGNEBIN

“As Velhinhas e o Diabo: aforismos para tempos que ainda esperam pelo despertar da história” – Giovanni ROTIROTI

Prefácio de As velhinhas e o diabo [Babele și diavolul], de Ciprian Vălcan. Trad. de Rodrigo Menezes. São Paulo: Tesseractum, 2022. ISBN: 978-65-89867-30-2. “A etapa final do capitalismo é o canibalismo.” Num século – como o nosso – marcado pela derrocada das utopias emancipatórias e pela crescente imposição do sistema econômico e do imaginário capitalista,… Continue lendo “As Velhinhas e o Diabo: aforismos para tempos que ainda esperam pelo despertar da história” – Giovanni ROTIROTI

“La Conscience malheureuse” – Benjamin FONDANE

Société d'Études Benjamin Fondane Denoël,1936, rééd. Plasma,1979. Publié en 1936, La Conscience malheureuse réunit une série d'articles qui avaient paru dans diverses revues et qui subirent d'importantes modifications au moment où ils furent repris en volume. Ces essais consacrés à Nietzsche, à Gide, à Husserl, à Bergson, à Freud, à Kierkegaard, à Heidegger, à Chestov, furent perçus à… Continue lendo “La Conscience malheureuse” – Benjamin FONDANE

“Sigmund Freud’s Dream Book” – Harold BLOOM

It could be argued that The Interpretation of Dreams, published late in 1899, has been the most influential single intellectual work of the twentieth century. Unfortunately, Freud’s great book is marred by its scientism, or making a fetish out of science, yet even this flaw has not prevented its lasting triumph as an interpretive model,… Continue lendo “Sigmund Freud’s Dream Book” – Harold BLOOM

“O Esquecimento, a Desrazão” – Maurice BLANCHOT

A RELAÇÃO DO DESEJO com o esquecimento como aquilo que se inscreve previamente fora da memória, relação com aquilo de que não pode haver recordação e que sempre precede, apaga a experiência de um traço, esse movimento que se exclui e que, por essa exclusão, se designa como exterior a si próprio, requer assim uma… Continue lendo “O Esquecimento, a Desrazão” – Maurice BLANCHOT

“Psychopathologie du mysticisme et travail du négatif” – Jacques ARÈNES

Adolescence, 2008/1 (T. 26 n°1) Les modèles traditionnels de la psychopathologie mystique Les mystiques sont diverses, et il est présomptueux de discerner une pathologie du mysticisme comme de donner une unité au mouvement mystique. L’unité de la mystique est cette dimension essentielle du religieux qui déploie l’amour et le désir humains en désir et amour religieux .… Continue lendo “Psychopathologie du mysticisme et travail du négatif” – Jacques ARÈNES

“Por uma suspensão teológico-política do ético” – Slavoj ŽIŽEK

Se no passado fingimos publicamente acreditar enquanto permanecíamos céticos na vida privada, ou ainda envolvidos na troça obscena de nossas crenças públicas, hoje tendemos publicamente a professar nossa atitude cética, hedonista e relaxada, enquanto na vida privada continuamos acossados pelas crenças e proibições severas. Nisso consiste, para Jacques Lacan, a consequência paradoxal da experiência de… Continue lendo “Por uma suspensão teológico-política do ético” – Slavoj ŽIŽEK