“O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Uma das diferenças mais marcantes no pensamento de Cioran na passagem dos escritos romenos aos franceses, apĂłs a Segunda Guerra, Ă© a reação crĂ­tica, em nome da lucidez do espĂ­rito, Ă s ilusĂ”es das quais outrora fizera a apologia (ver O Livro das ilusĂ”es). "IlusĂŁo" se refere, antes de tudo, e fundamentalmente, Ă  ilusĂŁo de profundidade,… Continue lendo “O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Publicidade

Homenagem de Carlos Drummond de Andrade a VinĂ­cius de Moraes

Parece que tudo jĂĄ foi dito sobre VinĂ­cius. Agora sĂł vale a pena dizer da saudade que ele deixou. EntĂŁo, vamos aguardar o futuro, daqui a 20, 30 anos, uma nova geração julgarĂĄ estĂ©tica e nĂŁo emocionalmente o poeta, com uma isenção que nĂłs nĂŁo somos capazes de ter. https://www.youtube.com/watch?v=44WJeY_8s8E Eu acredito que a poesia… Continue lendo Homenagem de Carlos Drummond de Andrade a VinĂ­cius de Moraes

“Codul lui Eminescu” – Felix NICOLAU

Editura Victor, BucureƟti, 2011 CUPRINS: ARGUMENT DEMONISMUL EMINESCIAN TITANISMUL EMINESCIAN GENIUL EMINESCIAN POVESTEA MAGULUI CĂLĂTOR ÎN STELE LUCEAFĂRUL TEATRUL EMINESCIAN TITAN, DEMON SI GENIU ÎN POEZIAROMÂNEASCĂ CONCLUZII BIBLIOGRAFIE PREFAƱĂDumitru Micu Cercetarea lui Felix Nicolau abordează conceptele de demon, titan Ɵi geniu Ăźn creaĆŁia eminesciană „ün continuarea interpretării lui Matei Călinescu” din studiul Titanul Ɵi geniul… Continue lendo “Codul lui Eminescu” – Felix NICOLAU

The Dream Worlds of ZdzisƂaw BeksiƄski

As per popular demand, the nightmarishly wonderous artwork of ZdzisƂaw BeksiƄski has finally made it's way onto the channel! Here we'll be discussing some of my personal favourite paintings of his and exploring what they could mean, or determining if they have any meaning at all. https://www.youtube.com/watch?v=qf0OWpzWKUQ ZdzisƂaw BeksiƄski (1929-2005) was a Polish painter, photographer,… Continue lendo The Dream Worlds of ZdzisƂaw BeksiƄski

Niilismo, Existencialismo e Gnose na Era da Interpretação | Minicurso on-line

Eis por que os MistĂ©rios antigos, pretensas revelaçÔes dos segredos Ășltimos, nĂŁo nos legaram nada em matĂ©ria de conhecimento. Sem dĂșvida, os iniciados estavam obrigados a nĂŁo transmitir nada. No entanto, Ă© inconcebĂ­vel que em tĂŁo grande nĂșmero nĂŁo se tenha encontrado um sĂł tagarela; o que hĂĄ de mais contrĂĄrio Ă  natureza humana que… Continue lendo Niilismo, Existencialismo e Gnose na Era da Interpretação | Minicurso on-line

“Octavio Paz ou a universalidade do pensamento” – Sigifredo Esquivel MARÍN

HĂĄ algum tempo havia um escrito nos muros de muitas cidades mexicanas que dizia: "Mais (JosĂ©) Revueltas, menos (Octavio) Paz". A oposição entre Paz e Revueltas como intelectuais antagĂŽnicos Ă© duvidosa e questionĂĄvel, se considerarmos o mĂștuo reconhecimento entre os dois escritores e pensadores-chave das letras mexicanas do sĂ©culo 20. Segundo Paz, como atesta o… Continue lendo “Octavio Paz ou a universalidade do pensamento” – Sigifredo Esquivel MARÍN

“L’utile inutilitĂ  della poesia” – Nuccio ORDINE

Conferenza-manifesto di Nuccio Ordine, ospite al 20° Festival Internazionale della Poesia di Genova (10 giugno 2014). https://www.youtube.com/watch?v=Wn3ph31US3o L'ossessione del possesso e il culto dell'utilità inaridiscono lo spirito, mettendo in pericolo non solo le scuole e le università, l'arte e la creatività, ma anche alcuni valori fondamentali come la dignità, l'amore e la verità. CONTENUTI COLLEGATI:

“Imagem e conceito: a metĂĄfora da caça na filosofia da renascença” – Luiz Carlos BOMBASSARO

Aurora - Revista de Filosofia, v. 19, n. 24, p. 11-33, jan./jun. 2007 Resumo: O discurso filosĂłfico da Renascença Ă© marcado pelo uso freqĂŒente de uma linguagem simbĂłlica na qual se destacam mitos e metĂĄforas. Visando mostrar a intrĂ­nseca relação que se estabelece entre imagem e conceito no pensamento renascentista, este texto indica o sentido… Continue lendo “Imagem e conceito: a metĂĄfora da caça na filosofia da renascença” – Luiz Carlos BOMBASSARO

“Harold Bloom: a crĂ­tica literĂĄria como salvaguarda da humanidade em meio Ă  intempĂ©rie” – Sigifredo Esquivel MARÍN

Presenciamos a banalização de todas as coisas, pessoas e experiĂȘncias. Tudo vale o mesmo, ou seja, nada vale mais ou menos, nada importa efetivamente, e assim o mercado acaba por impor os seus critĂ©rios e cĂąnones. Por isso, nesta era de uniformidade cinzenta, exceçÔes e singularidades tendem a se diluir em tons soft, assĂ©pticos e… Continue lendo “Harold Bloom: a crĂ­tica literĂĄria como salvaguarda da humanidade em meio Ă  intempĂ©rie” – Sigifredo Esquivel MARÍN

“A certeza: sintoma de ignorĂąncia ou de loucura” – Fernando PESSOA

A certeza — isto Ă©, a confiança no carĂĄcter objectivo das nossas percepçÔes, e na conformidade das nossas ideias com a «realidade» ou a «verdade» — Ă© um sintoma de ignorĂąncia ou de loucura. O homem mentalmente sĂŁo nĂŁo estĂĄ certo de nada, isto Ă©, vive numa incerteza mental constante; quer dizer, numa instabilidade mental… Continue lendo “A certeza: sintoma de ignorĂąncia ou de loucura” – Fernando PESSOA