“Paul ValĂ©ry – estudos filosĂłficos” – Brutus Abel Fratuce Pimentel

Tese apresentada ao programa de PĂłs-Graduação em Filosofia do Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e CiĂȘncias Humanas da Universidade de SĂŁo Paulo, para obtenção do tĂ­tulo de Doutor em Filosofia, sob a orientação da Profa. Dra. OlgĂĄria Matos (2008). RESUMO Brutus Abel, Paul ValĂ©ry - Estudos filosĂłficos, Tese (Doutorado), Departamento de Filosofia,… Continue lendo “Paul ValĂ©ry – estudos filosĂłficos” – Brutus Abel Fratuce Pimentel

El inconveniente de nacer. Un diĂĄlogo de E. Cioran con los poetas: Charles Baudelaire y S. MallarmĂ© – Francia Elena Goenaga

Homenaje a M .Liliana Herrera Alzate (1960-2019) “En el EclesiastĂ©s, la existencia aparece como una extremada sinrazĂłn que sĂłlo el corazĂłn gozoso atina a comprender por la vĂ­a del amor desinteresado. Al fondo de toda la maquinaria astral se vislumbra el amor a los seres y a las cosas como Ășnica y Ășltima soluciĂłn”.Antonio Colinas. Tres… Continue lendo El inconveniente de nacer. Un diĂĄlogo de E. Cioran con los poetas: Charles Baudelaire y S. MallarmĂ© – Francia Elena Goenaga

Carlo Michelstaedter, um filĂłsofo no “cume do desespero” – Gleiton Lentz (n.t.) Nota do Tradutor đŸ‡§đŸ‡·

https://www.youtube.com/watch?v=yenb7b1yeQY&t=1s Uma aproximação entre o filĂłsofo romeno e o filĂłsofo italiano, destacando as coincidĂȘncias biogrĂĄficas e afinidades eletivas entre eles, em termos de estilo e de pensamento. Carlo Michelstaedter suicidou-se aos 23 anos, a mesma idade de Cioran ao escrever Nos Cumes do Desespero (1934); a defesa da tese de Michelstaedter sobre La persuasione e… Continue lendo Carlo Michelstaedter, um filĂłsofo no “cume do desespero” – Gleiton Lentz (n.t.) Nota do Tradutor đŸ‡§đŸ‡·

Exilados inconvenientes e habitantes do estilo: Emil Cioran e Lima Barreto – Rodrigo Adriano Machado đŸ‡§đŸ‡·

https://www.youtube.com/watch?v=F_I-D90JLs8&list=PLxUGladvZCEGR6wshOGeWCf7cEWlzUL9q&index=27 O exĂ­lio Ă© um termo que denota mais do que um afastamento no plano geogrĂĄfico e psicossocial: imposto por questĂ”es externas — perseguição polĂ­tica ou marginalização cultural — ou auto imposto por necessidades internas de um indivĂ­duo procurando se preservar. É tambĂ©m, como trataremos de investigar no decorrer do ensaio, um lugar existencial que… Continue lendo Exilados inconvenientes e habitantes do estilo: Emil Cioran e Lima Barreto – Rodrigo Adriano Machado đŸ‡§đŸ‡·

Terrorismos MetafĂ­sicos de LautrĂ©amont e Cioran – Lucas C. Almeida Rocha đŸ‡§đŸ‡·

https://www.youtube.com/watch?v=vTWptw6PWM8&t=739s HĂĄ quem diga que, para muito alĂ©m da Filosofia, hĂĄ em Cioran uma certa poĂ©tica. Sua obra nĂŁo se sustenta unicamente em sua temĂĄtica, mas tambĂ©m na estĂ©tica na qual ela se funda. Em decorrĂȘncia da complexidade estilĂ­stica e formal de sua prosa, somos obrigados a nĂŁo posicionar este vampiro do Paradoxo meramente ao… Continue lendo Terrorismos MetafĂ­sicos de LautrĂ©amont e Cioran – Lucas C. Almeida Rocha đŸ‡§đŸ‡·

“Nostalgia”, de Mircea Cărtărescu, em lĂ­ngua japonesa

Foi recentemente publicado no JapĂŁo, graças ao notĂĄvel tradutor Sumiya Haruya, Nostalgia, romance do escritor romeno Mircea Cărtărescu. Sumiya Haruya nasceu em 1931, na provĂ­ncia de Gunma, em uma famĂ­lia de criadores de bicho-da-seda. Em 1953, graduou-se na Faculdade de LĂ­ngua e Literatura Francesa da Universidade de TĂłquio. Desde os anos 1970, Sumiya Haruya tem… Continue lendo “Nostalgia”, de Mircea Cărtărescu, em lĂ­ngua japonesa

“Fausto o la insatisfacciĂłn del hombre moderno” – Helena CortĂ©s Gabaudan

https://www.youtube.com/watch?v=WLlT1W4KOm0 La traductora y profesora titular de Lengua y Literatura Alemana en la Universidad de Vigo, Helena CortĂ©s Gabaudan, analiza el clĂĄsico de la literatura alemana, Fausto de Johann Wolfgang von Goethe (1749-1832). La tragedia, que ocupĂł a Goethe toda su vida, se compone de dos obras, que solo coinciden en el tĂ­tulo, en la… Continue lendo “Fausto o la insatisfacciĂłn del hombre moderno” – Helena CortĂ©s Gabaudan

A vida em tradução: entrevista com Gleiton Lentz, editor da Revista (n.t.) Nota do Tradutor

Gleiton Lentz Ă© tradutor e editor-chefe da revista (n.t.) Nota do Tradutor. Doutor em Literatura (UFSC/UniversitĂ  degli Studi di Firenze) e pĂłs-doutor em Estudos da Tradução (PGET/UFSC), dedica-se Ă  tradução da poesia simbolista italiana e hispano-americana e ao estudo da origem das escritas antigas e suas literaturas, incluindo a maia e a sumĂ©ria.Para quem nĂŁo… Continue lendo A vida em tradução: entrevista com Gleiton Lentz, editor da Revista (n.t.) Nota do Tradutor

Prioridade, Autoridade, AngĂșstia da InfluĂȘncia – Harold BLOOM

Nietzsche e Freud sĂŁo, atĂ© onde me Ă© dado ver, as influĂȘncias bĂĄsicas na teoria da influĂȘncia apresentada neste livro. Nietzsche Ă© o profeta do antitĂ©tico, e sua Genealogia da moral Ă©o mais profundo estudo de que disponho das tensĂ”es revisionĂĄrias e ascĂ©ticas no temperamento estĂ©tico. As investigaçÔes por Freud dos mecanismos de defesa e… Continue lendo Prioridade, Autoridade, AngĂșstia da InfluĂȘncia – Harold BLOOM

“Estamos nos tornando uma teocracia”: entrevista com Harold BLOOM

Folha de S. Paulo, 24/09/2005 "Creio que sou religioso, mas de um modo herĂ©tico. Acho que em algum lugar, alĂ©m deste reino, alĂ©m do nosso cosmo, haja um sonho em exĂ­lio, um princĂ­pio divino, e acho que hĂĄ um fragmento disso em cada ser humano, mas este se acha enterrado tĂŁo fundo, tĂŁo oculto no… Continue lendo “Estamos nos tornando uma teocracia”: entrevista com Harold BLOOM