Chestov e a “tradição do pensamento humilhado” – Albert CAMUS

A inteligência também me diz, à sua maneira particular, que este mundo é absurdo. Seu contrário, que é a razão cega, prefere pretender que tudo está claro; eu esperava provas e desejava que ela tivesse razão. Mas, apesar de tantos séculos pretensiosos e acima de tantos homens eloquentes e persuasivos, sei que isto é falso.… Continue lendo Chestov e a “tradição do pensamento humilhado” – Albert CAMUS

“Uma breve história do tempo verdadeiro” (Peter Sloterdijk)

Segundo uma palavra de Adolf von Harnack, a gnose significa a helenização aguda do cristianismo. Isso continuaria sendo uma observação profunda, mesmo se conseguissem comprovar as hipóteses da origem não cristã da gnose. Pois independentemente de onde a gnose possa ter surgido — no judaísmo herético-apocalíptico, no dualismo iraniano, num platonismo orientalizado, na hermética ou… Continue lendo “Uma breve história do tempo verdadeiro” (Peter Sloterdijk)

“Heterotanatografia” (Juliano Garcia Pessanha)

Rapsódia - Almanaque de Filosofia e Arte, nr. 2, USP, 2002. A desolação da terra pode ser acompanhada da obtenção do mais alto padrão de vida para o homem e, igualmente, da organização de um estado uniforme de felicidade para todos os homens. A desolação pode ser a mesma coisa nos dois casos, e assombrar… Continue lendo “Heterotanatografia” (Juliano Garcia Pessanha)

“Ler, Pensar, Escrever”: Conversações Filosóficas com JULIANO PESSANHA

https://www.youtube.com/watch?v=QaHKBAzAIig Juliano Garcia Pessanha é graduado em filosofia pela Universidade de São Paulo (1986), mestre em psicologia clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009) e doutor em Filosofia na Universidade de São Paulo (2017). Autor de Recusa do não-lugar (Ubu- 2018), da trilogia Sabedoria do nunca (1999), Ignorância do sempre (2000) e Certeza… Continue lendo “Ler, Pensar, Escrever”: Conversações Filosóficas com JULIANO PESSANHA

“Franco Volpi. Una interpretación de Nicolás Gómez Dávila” (Alfredo Abad)

Universitas Philosophica, 37(75), 151-173. Resumen: La recepción europea de Gómez Dávila comenzó a desplegarse de manera más amplia a partir de la lectura y difusión realizada por Franco Volpi. Este artículo alude a la manera como dicha lectura concretó las interpretaciones del colombiano, principalmente a la luz de una filosofía práctica y una perspectiva crítica. De… Continue lendo “Franco Volpi. Una interpretación de Nicolás Gómez Dávila” (Alfredo Abad)

Aforismos & textos comentados: “Adeus à filosofia”

Em homenagem ao aniversário de 25 anos do falecimento do filósofo (8 de abril de 1911 - 20 de junho de 1995) https://www.youtube.com/watch?v=l1J5R6_5wvE Trata-se de uma leitura aprofundada e expandida, crítica e comentada, do texto de Cioran intitulado “Adeus à filosofia”, parte integrante do Breviário de decomposição, seu primeiro livro escrito em francês, uma vez… Continue lendo Aforismos & textos comentados: “Adeus à filosofia”

“Cioran, el aciago impostor” (Rafael Narbona)

El Cultural, 11 febrero 2020 Veinticinco años después de la muerte de Emil Cioran, la editorial Tusquets ha decidido celebrar al filósofo del pesimismo radical rescatando su primera obra, 'En las cimas de la desesperación', y publicando de nuevo, íntegros al fin, sus 'Cuadernos'. No puedo leer a Cioran sin invocar mi adolescencia, absurdamente enamorada del pesimismo.… Continue lendo “Cioran, el aciago impostor” (Rafael Narbona)

In dialogo con Mirko Integlia su «Tormented by God: The Mystical Nihilism of Emil Cioran»

ORIZZONTI CULTURALI ITALO-ROMENI, n. 12, dicembre 2019, anno IX È stato pubblicato da poco un nuovo libro su Cioran, uno importantissimo, a giudicare dal tema e dall’approccio: Tormented by God: The Mystical Nihilism of Emil Cioran (Libreria Editrice Vaticana, 2019), scritto dal filosofo e teologo Mirko Integlia. Un’approfondita analisi storico-ermeneutica di questo che l’esegeta concepisce come… Continue lendo In dialogo con Mirko Integlia su «Tormented by God: The Mystical Nihilism of Emil Cioran»

Cioran, o místico de uma era pós-Deus: entrevista com Mirko Integlia (1ª parte)

In memoriam: María Liliana Herrera Alzate (1960-2019) "Às vezes tenho a impressão de que a obra de Cioran é interpretada como uma espécie de bazar, onde cada um se serve daquilo que quer, inclusive dos aspectos místicos-religiosos." (Mirko Integlia) [Pdf] Acaba de ser publicado, em inglês, um novo livro de exegese crítica sobre Cioran, uma… Continue lendo Cioran, o místico de uma era pós-Deus: entrevista com Mirko Integlia (1ª parte)