A atualidade de Søren Kierkegaard | Revista IHU On-Line

IHU On-Line - Revista do Instituto Humanitas Unisinos, nr. 314, ano IX, 09/11/2009 Editorial Nos próximos dias 12 e 13 de novembro, realiza-se, na Unisinos, a segunda parte da JornadaArgentino-Brasileira de Estudos de Kierkegaard. Ela é antecedida, nos dias 9 e 10 de novembro,pelo evento que acontece em Buenos Aires. A atualidade do filósofo dinamarquês… Continue lendo A atualidade de Søren Kierkegaard | Revista IHU On-Line

A Repetição – Søren Aabye KIERKEGAARD

"O amor da recordação é o único feliz, disse um autor!" Nisso tem também inteira razão, se nos recordarmos de que primeiro faz um homem infeliz. O amor da repetição é na verdade o único feliz. Tal como o da recordação, não tem a inquietação da esperança, não tem a alarmante aventura da descoberta, mas… Continue lendo A Repetição – Søren Aabye KIERKEGAARD

“Self-Reliance or Mere Gnosticism” – Harold BLOOM

https://www.youtube.com/watch?v=b04zs6QHuWM I am to invite men drenched in Time to recover themselves and come out of time, and taste their native immortal air.– RALPH WALDO EMERSON https://www.youtube.com/watch?v=PLPazL-wcwM&t=4s If you seek yourself outside yourself, then you will encounter disaster, whether erotic or ideological. That must be why Ralph Waldo Emerson, in his  central  essay,  “Self-Reliance”  (1840),… Continue lendo “Self-Reliance or Mere Gnosticism” – Harold BLOOM

“Pensar contra si próprio” – E.M. Cioran

Um requisitório contra o otimismo new age, a cultura da autoajuda e suas receitas de felicidade, o dogmatismo indulgente e pernicioso ao quais nem os filósofos saberiam escapar: "Pensar contra si próprio" é o texto de abertura de A tentação de existir (1956), o terceiro livro de Cioran em língua francesa após o fiasco de… Continue lendo “Pensar contra si próprio” – E.M. Cioran

“Eliade ex-crente: protótipo do espírito religioso sem religião” – E. M. CIORAN

Encontrei Eliade pela primeira vez por volta de 1932, em Bucareste, onde eu terminara, há pouco, vagos estudos de filosofia. Ele era, na época, o ídolo da “nova geração” – fórmula mágica que ficávamos orgulhosos de invocar. Desprezávamos os “velhos”, os “gagás”, isto é, todos os que haviam passado dos 30. Nosso mentor fazia campanha… Continue lendo “Eliade ex-crente: protótipo do espírito religioso sem religião” – E. M. CIORAN

Entre Sísifo e Job: Repetição e Existência em Kierkegaard – Jonas ROOS

Ekstasis: Revista de Hermenêutica e Fenomenologia, vol. 4, nr. 2 (2015). Texto apresentado na XIV Jornada Internacional de Estudos de Kierkegaard, “o silêncio da solidão: tornar-se singular em Kierkegaard”, de 3 a 7 de novembro de 2015, UFRJ, UERJ, IFEN, Rio de Janeiro O artigo analisa o conceito de repetição como experimentado pelo personagem Constantin… Continue lendo Entre Sísifo e Job: Repetição e Existência em Kierkegaard – Jonas ROOS

“A esperança e o absurdo na obra de Franz Kafka” – Albert CAMUS

O estudo sobre Franz Kafka que publicamos em apêndice foi substituído na primeira edição de O mito de Sísifo pelo capítulo sobre Dostoiévski e o suicídio. Porém foi publicado pela revista L’Arbalète em 1943. Nele se encontrará, em outra perspectiva, a crítica da criação absurda já iniciada nas páginas sobre Dostoiévski. (Nota do editor francês.)… Continue lendo “A esperança e o absurdo na obra de Franz Kafka” – Albert CAMUS

O Princípio de Crueldade (post-scriptum) – Clément ROSSET

A crueldade da realidade é ilustrada de maneira particularmente espetacular e significativa na crueldade do amor — tema conhecido e já sobejamente analisado, é verdade, mas é o privilégio das questões profundas permitir sempre uma análise parcialmente renovada, como é o privilégio de toda grande obra de arte, musical por exemplo, oferecer sempre matéria para… Continue lendo O Princípio de Crueldade (post-scriptum) – Clément ROSSET

Sepultador de Ilusões: Osmair Cândido em Conversações Filosóficas

Assim que entramos num cemitério, um sentimento de completa irrisão afasta qualquer preocupação metafísica. Os que procuram «mistério» em todo o lado não vão necessariamente até ao fundo das coisas. O mais frequente é o «mistério», tal como o «absoluto», corresponder apenas a um tique do espírito. É uma palavra a que só devíamos recorrer… Continue lendo Sepultador de Ilusões: Osmair Cândido em Conversações Filosóficas

Abaixo as Verdades Sagradas – Harold BLOOM

POR VOLTA DO ANO 100 ANTES DA ERA COMUM, um fariseu compôs o que a tradição chamou o Livro dos Jubileus, título exuberante para obra tão medíocre. Esse texto prolixo é também conhecido como o Pequeno Gênesis, uma estranha denominação, pois é muito mais longo do que o Gênesis e compreende também o Êxodo. Não… Continue lendo Abaixo as Verdades Sagradas – Harold BLOOM