“A soberba inutilidade” – CIORAN

Fora dos céticos gregos e dos imperadores romanos da decadência, todos os espíritos parecem submetidos a uma vocação municipal. Só aqueles se emanciparam – uns pela dúvida, os outros pela demência – da obsessão insípida de ser úteis. Tendo promovido o arbitrário à categoria de exercício ou de vertigem, conforme fossem filósofos ou descendentes corrompidos… Continue lendo “A soberba inutilidade” – CIORAN

Ceticismo como doença da vontade e a niilina russa – NIETZSCHE

Se hoje um filósofo dá a entender que não é cético —espero que tal se tenha subentendido nessa descrição do espírito objetivo —, todos escutam isso com desgosto; observam-no com algum receio, gostariam de lhe perguntar tantas, tantas coisas… sim, entre ouvintes temerosos, tais como existem hoje em quantidade, ele é doravante considerado perigoso. Para… Continue lendo Ceticismo como doença da vontade e a niilina russa – NIETZSCHE

“A Ficção Cética” – Gustavo BERNARDO

Annablume, 2004 Dubito ergo sum, vel quod item est, cogito ergo sum, disse René Descartes, mostrando que pensar é a mesma coisa que duvidar. O ensaio A ficção cética parte dessa sentença para discutir a presença do ceticismo na literatura, entendendo-o constitutivo e essencial. A discussão interessa àqueles que estudam Literatura, Filosofia, História e Comunicação, mas também… Continue lendo “A Ficção Cética” – Gustavo BERNARDO

“Dos Coxos: ceticismo e fideísmo em Montaigne” – Luciana AZEVEDO

O Que Nos Faz Pensar, [S.l.], v. 20, n. 30, p. 176-194, dec. 2011. ISSN 0104-6675.  Resumo: O presente artigo tem como objetivo analisar as relações entre o ceticismo montaigniano e o ceticismo acadêmico, a partir do ensaio “Dos Coxos”. Pretendemos evidenciar que a presença de elementos tipicamente acadêmicos neste ensaio não caracteriza uma modificação… Continue lendo “Dos Coxos: ceticismo e fideísmo em Montaigne” – Luciana AZEVEDO

“Cioran e o ceticismo na política” – Elvis de Oliveira MENDES

Polymatheia – Revista de Filosofia, UECE, Fortaleza, vol. 11, nr. 19, jul./dez. 2018 Resumo:Seríamos nós humanos, animais naturalmente condicionados à idolatria? Essa questão será o centro da reflexão proposta neste estudo. Diante dessa dificuldade, tentaremos refletir à luz do pensamento do filósofo romeno Emil Cioran que, por meio de um pensamento marcado por um profundo… Continue lendo “Cioran e o ceticismo na política” – Elvis de Oliveira MENDES

“A Epokhé cética e seus pressupostos” – Roberto BOLZANI FILHO

SKÉPSIS, ano II, nº 3-4, 2008 O que segue é uma tentativa de vislumbrar e clarificar algum espaço para uma postura crítica perante o ceticismo. Antes de qualquer coisa, faz-se necessário esclarecer em que sentido tal idéia de crítica é pensada aqui. Parece haver ao menos duas vias de crítica ao ceticismo que podem ser… Continue lendo “A Epokhé cética e seus pressupostos” – Roberto BOLZANI FILHO

“Acadêmicos versus pirrônicos” – Roberto BOLZANI FILHO

Sképsis, ano IV, n. 7, 2011 Uma das questões que mais têm interessado aos historiadores modernos e contemporâneos do ceticismo antigo é aquela que concerne às diferenças entre as duas tradicionais correntes céticas, denominadas acadêmica e pirrônica. Interesse plenamente justificado, pois se trata, na verdade, de questão clássica, posta já pelos antigos, como nos informam… Continue lendo “Acadêmicos versus pirrônicos” – Roberto BOLZANI FILHO

“Um exílio melancólico: Cioran, Pessoa e a nostalgia” – Paolo VANINI | Università di Trento 🇮🇹

https://www.youtube.com/watch?v=e_sMR4V46xM Texto apresentado no âmbito do Colóquio Internacional Liliana Herrera em torno de Cioran (15/10/2021). Um exílio melancólico: Cioran, Pessoa e a nostalgia[1], de Paolo Vanini[2] Resumo: Este artigo visa investigar a relação entre nostalgia, solidão e ceticismo no pensamento de Emil Cioran. Em primeiro lugar, examinaremos como os conceitos de Sehnsucht, Saudade e Dor… Continue lendo “Um exílio melancólico: Cioran, Pessoa e a nostalgia” – Paolo VANINI | Università di Trento 🇮🇹

“Reflexões sobre o nada e o não ser” – Samuel Gonçalves Garrido

Trabalho de monografia apresentado ao Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília, como parte dos requisitos necessários à obtenção do título de Licenciado em Filosofia, UnB, 2017. [PDF] Orientador: Prof. Dr. Alexandre Costa-Leite Talvez o sofrimento não tenha justificativa alguma, assim como a existência, em geral. A existência deveria existir? Há alguma razão no fato… Continue lendo “Reflexões sobre o nada e o não ser” – Samuel Gonçalves Garrido

“Música e ceticismo” – CIORAN

Busquei a Dúvida em todas as artes e só a encontrei camuflada, furtiva, dissipada nos entreatos da inspiração, surgida do relaxamento do impulso; mas renunciei a buscá-la – mesmo sob essa forma – em música; aí não poderia florescer: ignorando a ironia, a música procede não das malícias do intelecto, mas dos matizes ternos ou… Continue lendo “Música e ceticismo” – CIORAN